BLOG

Confira dicas e novidades da Agência Make Web!

 Super Casas Bahia abre suas portas pela primeira vez no Rio de Janeiro a partir de hoje. A loja sazonal da  Casas Bahia que já entrou no calendário oficial de São Paulo, onde está em sua sexta edição anual, investe em seu segundo principal mercado, onde atua desde 1995 com 91 unidades em todo o estado.  Em São Paulo, a super loja já está funcionando desde o dia 21 de novembro. A loja sazonal ocupa um dos pavilhões do Riocentro (22.800 mil metros quadrados), Zona Oeste do Rio, onde cerca de 120 fornecedores aproveitam a ocasião para promover seus produtos em cinco espaços, cada um com um tipo de produto. O evento é organizado pela agência Banco de Eventos, que há três anos operaciona a Super Casas Bahia em São Paulo. Esperando faturar R$ 40 milhões com o empreendimento, a Casas Bahia levou os promotores e vendedores com melhores resultados, além de contratar outros 800, em um total de cerca de 3 mil funcionários trabalhando na mega loja. O pavilhão traz decorações natalinas inspiradas em ícones cariocas, como o calçadão de Copacabana e os arcos da Lapa. A expectativa é que um milhão de pessoas percorra o evento, que ainda não tem data marcada para terminar. Marcas lançam 600 produtos na super loja A loja praticará os mesmos preços encontrados nas outras unidades da rede, mas promete atrair consumidores com as facilidades proporcionadas, serviços especiais e gratuitos, ou com o lançamento de 600 produtos não encontrados nem mesmo na própria rede da Casas Bahia. Haverá ainda as mesmas facilidades de crédito e financiamento encontrado nas lojas. Outro destaque é a parceria com a Disney, que traz espetáculos inéditos para a Super Casas Bahia pelo terceiro ano consecutivo, dessa vez também no Rio de Janeiro. Para assistir, os consumidores poderão trocar suas notas fiscais por ingressos. Uma apresentação mais curta poderá ser vista gratuitamente em um dos espaços do pavilhão. Mais opções de entretenimento para atrair o público são a possibilidade de experimentar o videogame Nintendo Wii, opção de tirar fotos com o Papai Noel, e até um pequeno museu histórico sobre a rede varejista no Rio e em todo o Brasil, além da oportunidade de assistir a aulas de informática e culinária. Casas Bahia quer se fixar também no Natal carioca Segundo Michael Klein, Diretor Executivo da Casas Bahia, a vinda ao Rio de Janeiro da super loja era um desejo da empresa desde a primeira edição do evento em São Paulo. "Há mais de um ano já negociávamos com o Riocentro. Queremos montar a loja a cada Natal na cidade. Já temos pedidos para realizar a Super Casas Bahia também em outros estados", diz durante coletiva de lançamento do evento para a imprensa.. A red já estuda realizar em alguns, como Minas Gerais, e Bahia, marcando a estréia da rede no estado baiano. A localização afastada do Riocentro, longe de grandes centros residenciais, não é um empecilho, mas uma vantagem devido à falta de concorrência, segundo Klein. "Além disso, queremos que o consumidor venha já disposto a gastar um bom tempo percorrendo nossa loja aproveitando de todas as nossas vantagens aqui", diz o executivo. Para facilitar o acesso do público ao evento, o estacionamento e a entrada serão gratuitos, com a oportunidade de utilizar de graça uma linha exclusiva de ônibus para o Riocentro a partir do Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Crise não assusta Casas Bahia O cenário de crise econômica em voga no mercado também não assusta a Casas Bahia. Apesar de afirmar que os consumidores ainda não sofreram qualquer revés, Michael Klein afirma que manterá a mesma verba de Marketing para o primeiro semestre do ano que vem, como medida de cautela, e espera faturar o mesmo que esse ano. Caso o cenário mantenha-se favorável, a expectativa é que na segunda metade do ano esse investimento aumente. “Os produtos que terão vendas menores são os de maior valor, como carros e casas. Acreditamos que o consumidor irá preferir gastar com produtos de menor valor neste Natal”, diz o executivo. Para este ano, a previsão de faturamento é de R$ 14 bilhões. Quanto à estréia da rede no varejo on-line, Klein afirmou que estuda aplicar diferenciais não praticados por outros sites de e-commerce, como a possibilidade do cliente resolver possíveis problemas com compras on-line nas próprias lojas da rede ou a possibilidade de um monitor acompanhar virtualmente o consumidor na hora de pagar por um produto, de forma a eliminar potenciais dificuldades no uso do site Fonte:Mundo do Marketing, Guilherme Neto

Instagram @AgenciaMakeWeb

Curta nossa FanPage!